3 João 1

1. O presbítero ao amado Gaio, a quem amo por causa da verdade.

2. Amado, desejo que sejas bem-sucedido em todas as coisas e que tenhas saúde, assim como a tua alma vai bem.

3. Pois alegrei-me muito quando os irmãos vieram e em teu favor testemunharam de como andas na verdade.

4. Não tenho maior alegria do que esta: ouvir que os meus filhos andam na verdade.

5. Amado, tu procedes com fidelidade em tudo o que fazes para os irmãos, principalmente os que te são estranhos,

6. os quais testemunharam do teu amor diante da igreja. Tu farás bem se os encaminhares na sua viagem de modo digno de Deus.

7. Pois foi por causa do Nome que saíram, sem aceitar nada dos gentios.

8. Portanto, devemos acolher os que forem como eles, para que sejamos cooperadores da verdade.

9. Escrevi à igreja, mas Diótrefes, que gosta de ser o líder entre eles, não nos recebe.

10. Por isso, se eu vos visitar, trarei à memória as coisas que ele faz, proferindo palavras insensatas e maldosas contra nós. Como se isso não fosse o bastante, ele não recebe os irmãos, como também proíbe de fazê-lo os que querem recebê-los e ainda os exclui da igreja.

11. Amado, não imites o mal, mas sim o bem. Quem faz o bem é de Deus, mas quem faz o mal não viu a Deus.

12. Mas, quanto a Demétrio, todos dão testemunho dele, até a própria verdade. Nós também damos testemunho, e sabes que nosso testemunho é verdadeiro.

13. Eu tinha muitas coisas para te dizer, mas não quero fazer isso com tinta e pena.

14. Espero, porém, ver-te em breve, e falaremos face a face.

15. Paz seja contigo. Os amigos te cumprimentam. Cumprimenta os amigos daí um a um.