Ageu 1

1. No segundo ano do rei Dario, no primeiro dia do sexto mês, a palavra do SENHOR veio a Zorobabel, governador de Judá, filho de Sealtiel, e a Josué, sumo sacerdote, filho de Jeozadaque, por intermédio do profeta Ageu:

2. Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Este povo diz: Não chegou ainda o tempo, o tempo de edificar a casa do SENHOR.

3. Esta palavra do SENHOR veio, por intermédio do profeta Ageu:

4. Por acaso é tempo de habitardes em casas bem acabadas, enquanto este templo continua em ruínas?

5. Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Considerai o vosso passado.

6. Semeastes muito e recolhestes pouco; comeis, mas não vos fartais; bebeis, mas não vos saciais; vesti-vos, mas ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o para colocá-lo num saco furado.

7. Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Considerai o vosso passado.

8. Subi ao monte para trazer madeira e edificai o templo; eu me agradarei dele e serei glorificado, diz o SENHOR.

9. Esperastes muito, mas veio pouco; e esse pouco, quando o levastes para casa, eu o dissipei com um sopro. Por que motivo?, diz o SENHOR dos Exércitos. Porque o meu templo está em ruínas, ao passo que cada um de vós cuida da própria casa.

10. Por isso, os céus retiveram o orvalho, e a terra reteve os seus frutos por vossa causa.

11. Mandei vir a seca sobre a terra, sobre as colinas, sobre o trigo, sobre o vinho novo, sobre o azeite e sobre tudo o que a terra produz; também sobre os homens e os animais e sobre todo o seu trabalho.

12. Então Zorobabel, filho de Sealtiel, e o sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque, com todo o restante do povo, obedeceram à voz do SENHOR, seu Deus, e às palavras do profeta Ageu, a quem o SENHOR, seu Deus, havia enviado. E o povo temeu o SENHOR.

13. Então Ageu, o mensageiro do SENHOR, trouxe ao povo esta mensagem do SENHOR: Eu estou convosco, diz o SENHOR.

14. Então o SENHOR deu ânimo ao governador de Judá, Zorobabel, filho de Sealtiel, e ao sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque, e a todo o restante do povo; e eles foram e começaram a trabalhar no templo do SENHOR dos Exércitos, seu Deus,

15. no vigésimo quarto dia do sexto mês.